Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, HORTO FLORESTAL, Mulher, de 36 a 45 anos, Portuguese, Spanish, Arte e cultura, Cinema e vídeo



Histórico
 23/04/2006 a 29/04/2006
 16/04/2006 a 22/04/2006
 09/04/2006 a 15/04/2006
 02/04/2006 a 08/04/2006
 26/03/2006 a 01/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/03/2006 a 18/03/2006
 26/02/2006 a 04/03/2006
 19/02/2006 a 25/02/2006
 18/12/2005 a 24/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 23/10/2005 a 29/10/2005
 09/10/2005 a 15/10/2005
 03/07/2005 a 09/07/2005
 12/06/2005 a 18/06/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005
 22/05/2005 a 28/05/2005
 15/05/2005 a 21/05/2005
 17/04/2005 a 23/04/2005
 20/02/2005 a 26/02/2005
 06/02/2005 a 12/02/2005
 30/01/2005 a 05/02/2005
 16/01/2005 a 22/01/2005
 09/01/2005 a 15/01/2005
 02/01/2005 a 08/01/2005
 26/12/2004 a 01/01/2005


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Country Craft
 Site da Vivi
 Blog da Deli
 Blog da Sandrinha Guru
 Bruxinha Denise
 Claudia André


Arte e Manhas da Tia Lili
 

Pano Assado

Literalmente, pano assado messsssssmo... Mas também pode ser feito ao sol (pano de sol? he he). Bem... O objetivo é conseguir que o tecido tenha um aspecto de antigo, com manchas amareladas características dos mesmos. É necessário antes tingir o tecido no chá. Então,vamos lá...

Pré-lave o tecido (algodão cru), para retirar a goma que pode produzir manchas desagradáveis.

Para cada litro de água, coloque dois saquinhos de chá preto (preferencialmente no caso do pano assado, por causa da cor que ele proporciona, mas também pode ser outro tipo de erva ou até mesmo cascas e raizes... para minhas bonecas, costumo colocar junto ao chá preto, um ou dois saquinhos de chá de laranja com acerola, delicadamente avermelhado, com cor de pele saudável). A quantidade de chá não determina o tom, como poderão ver mais adiante. Coloque ainda um pouco de sal (uma colher de chá, mais ou menos) ou de glutamato de monosódio (Aji-no-moto), que são fixadores.

Coloque o tecido de algodão cru  na água e deixe ferver por cinco minutos. Vá virando, para que fique uniforme. Depois disso apague o fogo e verifique se está na cor desejada. Se ainda não estiver, deixe que vá esfriando sem retirar o pano do chá, porque o resfriamento é que determina o tom. Quanto mais esfriar, mais escuro vai ficar... cuidado para não ficar escuro demais. Eu costumo tingir uns dois metros por vez, cortados em quatro partes e vou tirando um pedaço de cada vez, de tempo em tempo, assim, tenho tecido para fazer minhas bonecas em várias tonalidades e elas não ficam todas com "o mesmo tom de pele".

Esse "cha" pode ser guardado na geladeira e usado novamente (mas cuidado... outro dia guardei uma quantidade em uma garrafa de pepsi e meu filho tomou, achando que era refrigerante...ECA!!!... ha ha ha).

Para assar, coloque o tecido "amarfanhado" em uma forma (arrume de maneira que caiba na forma, mas sem dobrar), sem torcer, ou seja, retire do chá e coloque na forma. Respingue um pouco mais do chá no pano, com as mãos mesmo, ou com uma colher. Coloque no forno pré-aquecido como para assar um bolo e fique de olho, pois é muito rápido. Vá olhando a cada um ou dois minutos e se o tecido secar antes de manchar como você quer, respingue mais chá, mas faça isso com cuidado para não desmanchar as ondas, pois é elas é que determinam o desenho das manchas. Isso pode também ser feito ao sol, nos dias mais quentes e sem tantos cuidados, pois aí não haverá riscos de queimar o pano. Se quiser, também pode fazer no microondas ou em forno elétrico, mas aí o processo todo é muito mais rápido.

Pronto? Não... Verdadeiramente, a tecnica que leva o nome de pano assado, tem que ser pintado com giz de cera. Transfira o risco para o tecido e pinte com giz de cera comum, desses que a criançada usa na escola. Depois coloque o tecido já pintado entre duas folhas de papel toalha e passe com o ferro bem quente. Isso retira o excesso de cera e fixa a pintura no tecido. Escolha riscos com aparência mais primitiva, pois o resultado será mais interessante, já que estamos tentando reproduzir um trabalho antigo. Contorne com bordado, preferencialmente, mas também pode ser com caneta permanente, tracejando para imitar o ponto atrás.

Bem... espero que aproveitem minhas dicas.

Beijocas

Eliana

Eliana Zerbinatti - Artista Plástica e Designer  - 55 11 6232-8688

 

Juventude é um presente da natureza. Velhice é uma obra de arte.

(Repetindo minha frase preferida, tirada de um livro da minha querida Maxine Thomas)



Escrito por Eliana Zerbinatti às 09h39
[] [envie esta mensagem]




[ ver mensagens anteriores ]